wiki:Aptoide

Aptoide - Instalador de Software em Androide

Introdução

Todos os sistemas que utilizam diferentes aplicações, necessitam de ter algum controlo sobre as mesmas. Nos dispositivos móveis, esta afirmação continua a ser válida. O Android é uma plataforma baseada em Linux desenvolvida pelo Google para dispositivos móveis / smartphones. Apesar da crescente popularidade, não existe uma aplicação que permita a instalação de software a partir de repositórios remotos de software, tal como acontece em qualquer plataforma Linux. De facto, a plataforma Android apenas permite a instalação de software através da aplicação do Google existente para o efeito e apenas no Android Market, através do SDK ou através de um link num site Web. A possibilidade de instalar software a partir de um ou mais repositórios independentes de software alargaria o ecosistema, facilitaria o workflow de disponibilização de software e permitiria a dinamização da instalação de software.


Descrição do projecto

O objectivo deste projecto é criar uma aplicação em Java e recorrendo à API do Google Android que permita a instalação de software, quer directamente do cartão de memória do telemóvel, quer através de um repositório remoto. É ainda necessária a criação de um sistema que possa implementar o repositório remoto, onde as aplicações serão guardadas, catalogadas e posteriormente disponibilizadas para instalação.


Roadmap

Fase 1: Estado da arte e definição de objectivos e planeamento

Sumário: Definir com rigor os objectivos do projecto e garantir a exequibilidade do projecto. Criar um plano de trabalho.
Deadline: 31/Julho/2009

Fase 2: Desenvolvimento de um protótipo

Sumário: Desenvolvimento de um protótipo funcional com as funcionalidades básicas de instalação a partir de um “SD Card”. Será a Versão 0.1 da aplicação final.
Deadline: 07/Agosto/2009

Fase 3: Ligações básicas com servidor remoto (V0.2)

Sumário: Nesta segunda versão da aplicação, exsite um repositório remoto de aplicações Android. O programa tem de ser capaz de aceder ao repositório, fazer o “retrieve” da lista de software disponível e lista-la.
Deadline: 18/Agosto/2009

Fase 4: Instalar aplicações de servidor remoto (V0.3)

Sumário: O software presente no servidor remoto pode agora, depois de ser exibida a lista, ser instalado pelo utilizador
Deadline: 14/Setembro/2009

Fase 5: Experiência de Utilização

Sumário: A interface gráfica da aplicação deve ser melhorada com o objectivo de ser apelativa e de fácil utilização. Criação de uma interface web para gerir o carregamento de aplicações no repositório.
Deadline: 15/Outubro/2009

Fase 6: Teste e deploy final.

Sumário: Realização de testes finais e deploy final quer do servidor remoto, quer da aplicação.
Deadline: 31/Outubro/2009


Plano de risco

Numa primeira análise, os riscos assinalados foram:

  • Complexidade do desenvolvimento de aplicações móveis pelas suas limitações de hardware.
  • Restrições existentes no próprio sistema Android, que por motivos de segurança do sistema se tornam muito limitativas.

Interacção com a comunidade / incentivos à colaboração

A possibilidade de poder instalar uma aplicação num sistema móvel acarreta algumas dificuldades. Existe a necessidade que a própria obtenção do software siga a maleabilidade de movimentação dos dispositivos. Mais que isso, a possibilidade de criar pontos de acesso de software centrais e privados, é de grande interesse em inúmeras áreas.


Perspectivas de continuação após o SAPO Summer bits

A continuação de desenvolvimento do software após o SAPO Summer bits é grande, simultaneamente na perspectiva do aumento de aplicações distribuídas através desta plataforma como de utilização da aplicação. Particulares que criam os seu próprios pontos de distribuição de aplicativos, bem como novas capacidades de instalar aplicações no Android poderão vir a ser dinamizados.
Acredita-se que por ser open source e ir preencher um nicho de mercado ainda sem oferta, esta aplicação possa ser uma referência global para o Android.


Informação sobre o orientador e co-orientador

Organização
Caixa Mágica Software

Descrição da Organização
A Caixa Mágica é um dos projectos Open Source com maior historial em Portugal.
Nascida em ambiente universitário, no ISCTE, no ano de 2000, tem tido um crescimento estável ao longo dos últimos 8 anos alicerçada num conjunto de valores, missão, visão e estratégia que a ajudam a manter o foco em tecnologias Open Source.
Em 2004 foi constituído uma empresa spin-off, sendo mantido uma forte ligação à ADETTI através de um contrato de partilha de desenvolvimento. A empresa Caixa Mágica Software teve resultados positivos em 2004 e tem tido um crescimento na ordem de 30% ao ano.
Hoje a Caixa Mágica está organizada em 3 área principais por onde se distribuem os seus 15/20 colaboradores:

  • Produto: unidade de engenharia que desenvolve a distribuição Linux Caixa Mágica.
    Actualmente, a CM comercializa cerca de 900 unidades / mês do seu produto entre venda on-line, loja e programas especiais.
  • Projectos / outsourcing: projectos de elevada exigência em tecnologias Open Source que os profissionais Caixa Mágica encaixam valor.
  • Investigação: projectos europeus e nacionais de R & D que fornecem tecnologia e competência às outras U.N.. Neste momento, existe um ciclo de 3 anos entre a investigação e "produtização".

Para além das acima, a Caixa Mágica tem 3 unidades de menor dimensão mas em crescimento: Formação, Serviços Profissionais e Appliances.


Orientador

Nome
Paulo Trezentos

Experiência profissional:
Professor Assistente no ISCTE, docente das disciplinas de "Sistemas Operativos" e "Arquitectura de Computadores", investigador sénior da ADETTI e coordenador de projectos europeus de R & D. Mestre em Engenharia Informática e de Computadores pelo IST e Licenciado em Informática e Gestão de Empresas pelo ISCTE. Co-vencedor do Prémio
Milénio 2000 atribuído pelo semanário "O Expresso" a jovens cientistas pela criação do Linux Caixa Mágica, a distribuição de Linux portuguesa.
Director técnico da distribuição Caixa Mágica, foi co-fundador do "Poli - Projecto Português de Documentação de Linux" e da "ESOP - Associação de Empresas Open Source portuguesas".
Autor do Livro "Linux para PCs" (Editora FCA) e co-autor dos livros "Fundamental do Linux" (Editora FCA) e "Tecnologias da Informação e da Comunicação" (Lisboa Editora).
Autor de uma centena de comunicações e artigos consultáveis em http://paulotrezentos.polo-sul.org


Co-Orientador

Nome
Flávio Moringa

Experiência profissional:
Flávio Moringa é Technical Consultant da Caixa Mágica, sendo neste momento o responsável pelas versões estáveis da distribuição de Linux Caixa Mágica, bem como pelo desenvolvimento das novas versões. É também investigador sénior da ADETTI, onde trabalha no laboratório O2H na investigação sobre Sistemas Operativos e segurança.


URL da Proposta ==

http://contribsoft.caixamagica.pt/trac/wiki/Aptoide


Informação sobre o Aluno

Nome:
Roberto Leal Jacinto

Experiência anterior:
Construção de sites de uso privado onde desenvolvi competências n área do PHP, HTML, CSS.
Desenvolvimento de uma loja virtual, em ambiente académico, com utilização de Web Services SOAP acentes em JAVA.
Experiência e conhecimento de outras linguagens e paradigmas de programação, como Java, C/C++, LISP.

Situação actual:
Estudante no Mestrado em Engenharia Informática e de Computadores, no Instituto Superior Técnico - Alameda, em Lisboa.

Last modified 9 years ago Last modified on Aug 5, 2009, 6:36:21 PM