wiki:instalationProblemsApp

DUDFhy - Application for reporting package instalation and give aggregate reports

Informação sobre o Projecto

Licença: GPL V2

Necessidade que visa colmatar:

A instalação de pacotes de software em Linux tem melhorado de forma significativa nos últimos anos. Os meta-instaladores têm evoluído (apt, smart, yast, yum,...) e as distribuições de Linux tem desenvolvido ferramentas para minimizar os dependências quebradas (um pacote que precisa de outro pacote que não está disponível). Contudo, a multiplicidade de repositórios oficiais e não oficiais que surgem propiciam o aumento de dependências quebradas e outros problemas.

Para identificar melhor esses problemas foi recentemente proposto [1] no âmbito do projecto MANCOOSI [4] - projecto europeu open source financiado pela União Europeia em 4.4 M euros, um formato de registo de falhas encontradas na instalação de pacotes. O DUDF (Distribution Upgradeability Description Format) descreve o problema ocorrido e o ambiente em que aconteceu (pacotes instalados, repositórios activos,...).

Não existe hoje, Julho de 2008, nenhuma aplicação para fazer o upload destes registos para uma base central que agregue os ficheiros de uma distribuição de Linux.

Descrição do projecto:

O projecto DUDFhy seria responsável pelo desenvolvimento de duas aplicações:

  • uma aplicação (em Python) que faz o upload do ficheiro e entrega na BD central através da invocação de um webservice REST.
  • uma applicação Web que disponibiliza um webservice para recolher esse ficheiro e que dá relatórios sobre os CUDF recebidos. Usecases:
    • Webservice de recebimento de DUDF
    • Relatórios:
      • aplicações (pacotes) com mais incidentes
      • incidentes por data
      • grafo de um incidente especifico (dependências e conflitos)
    • Pesquisa de um incidente

Ambas as aplicações seriam em Python e, no caso do Web, seria desenvolvida utilizando o Django [2].

Critérios de selecção: o recrutamento para os projectos Caixa Mágica no âmbito do Sapo Summer Bits foi feito em conjunto com a 4ª edição dos Estágios de Verão. Este processo consistiu no recebimento de CVs e selecção de candidatos através de entrevista.

Roadmap:

  • Fase 1:

Deliverable:

  • Fase 2:

Deliverable:

Plano de risco:

Como a tecnologia (Python, DUDF, Django) é dominada os riscos de atrasos no projecto é reduzida porque os orientadores ajudarão a evitar deadlocks e a ultrapassar problemas mais complicados.

De qualquer forma, foram identificados os riscos e soluções:

  • o aluno não conseguir dominar a tecnologia: shot de formação e apoio mais presencial até a mesma estar dominada.
  • a implementação dos usecases ser mais demorada do que o esperado: identificação nos usecase core e abandono dos não essenciais.
  • os orientadores não terem tempo para dar o acompanhamento previsto: o facto de serem dois orientadores deve evitar esta situação. De qualquer forma, dentro da equipa da Caixa Mágica existem outros elementos com conhecimento do domínio.

Interacção com a comunidade / incentivos à colaboração:

  1. A comunidade interessada em adoptar / contribuir para o DUDFhy é internacional, pelo que o primeiro passo é fazer toda a comunicação do projecto em inglês.
  2. Por outro lado, será criada uma mailing list em que se responderá a questões e dúvidas relacionadas com o projecto
  3. O código estará disponível para download e serão criados pacotes para Linux Caixa Mágica e, eventualmente, outras distro de Linux de forma a propiciar a disseminação.

Perspectivas de continuação após o SAPO Summer bits:

Se o projecto tiver sucesso, é provável que outros implementadores de DUDF (por exemplo a Mandriva e Rxart) possam vir a contribuir para o mesmo.

Por outro lado, os próprios utilizadores de Linux poderão sentir-se motivados a melhorar uma ferramenta que os ajuda a registar os problemas tidos com a instalação de pacotes de software e, dessa forma, contribuir para o seu melhoramento.

Informação sobre o orientador e co-orientador

Organização: Caixa Mágica Software

Descrição da Organização:

A Caixa Mágica é um dos projectos Open Source com maior historial em Portugal.

Nascida em ambiente universitário, no ISCTE, no ano de 2000, tem tido um crescimento estável ao longo dos últimos 8 anos alicerçada num conjunto de valores, missão, visão e estratégia [3] que a ajudam a manter o foco em tecnologias Open Source.

Em 2004 foi constituído uma empresa spin-off, sendo mantido uma forte ligação à ADETTI através de um contrato de partilha de desenvolvimento. A empresa Caixa Mágica Software teve resultados positivos em 2004 e tem tido um crescimento na ordem de 30% ao ano.

Hoje a Caixa Mágica está organizada em 3 área principais por onde se distribuem os seus 15/20 colaboradores:

  • Produto: unidade de engenharia que desenvolve a distribuição Linux Caixa Mágica. Actualmente, a CM comercializa cerca de 900 unidades / mês do seu produto entre venda on-line, loja e programas especiais.
  • Projectos / outsourcing: projectos de elevada exigência em tecnologias Open Source que os profissionais Caixa Mágica encaixam valor.
  • Investigação: projectos europeus e nacionais de R & D que fornecem tecnologia e competência às outras U.N.. Neste momento, existe um ciclo de 3 anos entre a investigação e "produtização".

Para além das acima, a CM tem 3 unidades de menor dimensão mas em crescimento: Formação, Serviços Profissionais e Appliances.

Orientador: Mário Morgado

Experiência profissional:

Co-orientador: Pedro Ferreira

Experiência profissional:

URL da Proposta: http://contribsoft.caixamagica.pt/trac/wiki/instalationProblemsApp

Informação sobre o Aluno

Identificação pessoal do aluno

Nome:

Experiência anterior:

Métodos de desenvolvimento que adopta:

Descrição sobre o projecto e motivação:

Referências

[1] - http://gforge.info.ucl.ac.be/plugins/scmsvn/viewcvs.php/trunk/updb/doc/cudf/?root=mancoosi

[2] - http://www.djangoproject.com/

[3] - http://www.caixamagica.pt/pag/i-cxmag2.php?id=9

[4] - http://www.mancoosi.org/

Last modified 10 years ago Last modified on Jul 14, 2008, 12:20:05 AM